Mundoteo

Notícias da saúde e dicas de beleza


5 Comentários

Mantenha a saúde de seus olhos

Tenho passado muito tempo diante do computador e além da postura correta que me esforço para manter, meus olhos tem sentido muito cansaço e até mesmo dor. Como sempre antes de procurar o médico nós consultamos a internet eu encontrei na revista Menshealth 6 maneiras de manter os olhos saudáveis e vou compartilhar essas dicas com vocês:

  1. Olhos secos e vermelhos: use colírios de lágimas naturais receitados por seu oftalmologista. Com a idade e o uso contínuo do computador os olhos tendem a ficar ressecados.
  2. Visão turva: estresse ou fadiga podem prejudicar o modo como músculo de seus olhos focalizam as lentes oculares. Faça o seguinte exercício: coloque o dedo a sua frente e olhe para ele e depois para algo distante, faça isso de 5-10 vezes. O outro exercício é para maximizar a informação visual de seu cérebro: olhe para um ponto em frente e, sem mover os olhos, conscientize-se de toda informação periférica possível.
  3. Reflexos lentos: seus olhos não podem ficar parados: escreva em uma bolinha, letras de 3 cm e jogue-a em diferentes distâncias e velocidades tentando ler as letras.
  4. Visão dupla: olhos cansados podem apontar em diferentes direções tornando a visão borrada ou dupla. Segure um lápis verticalmente a sua frente e se concentre em uma leitura ao lado. Concentre-se em manter as palavras em foco. Este exercício é usado em pacientes míopes para manter o olho apontando corretamente. Fazer 10 repetições 1 vez ao dia por 2 a 3 semanas.
  5. Sujeira em seus olhos: as pálpebras secretam líquido umedecido. Se esta glândula estiver entupida cria um acúmulo de sujeiras e causa dor. Limpe os olhos com uma toalha umedecida em água morna e shampoo de bebê. Esse procedimento limpará as secreções e ajudará a desobstruir as glândulas perto dos cílios.
  6. Se você sente seu olho como se estivesse riscado a córnea provavelmente foi lesada por algum cisco ou outra coisa. O problema é que quando a córnea é lesada, as bactérias logo se alojam ali. Fique de 10 a 15 minutos com os olhos fechados. O olho é resistente. Se a dor, vermelhidão ou visão embaçada não diminuir, procure o médico.

 

Fonte: revista Menshealth

 

Anúncios


6 Comentários

Síndrome de Rokitansky

A síndrome de Rokitansky que também é conhecida por MRKH se caracteriza pela ausência de útero e da vagina. Geralmente ela é diagnosticada até a adolescência. A síndrome afeta 1 em cada 5000 recém-nascidos do sexo feminino. A menina nunca menstrua , mas suas mamas se desenvolvem normalmente e todos os sinais de feminilidade estão presentes.

Apesar da ausência do útero e da vagina, ela possui tubas uterinas e ovários. Embora as causas da síndrome ainda sejam desconhecidas, uma pesquisa mostrou que a origem é genética e a anomalia surge durante a 6ª semana de vida embrionária.

Como saber se a menina tem a síndrome de Rokitansky

  • Ausência de menstruação
  • Durante a relação sexual, fica difícil a penetração e quando ocorre é apenas parcial, mas com muita dor e desconforto
  • Problemas de audição, renal ou esquelético (especialmente escoliose), mas não sistemático. E ainda problemas cardíacos e hérnias.
  • O diagnóstico é feito por testes específicos com o ginecologista, e depois um especialista que irá confirmar ou não a MRKH. O médico faz um exame  para sentir a presença do útero e um exame da curva de temperatura para ver se os ovários estão funcionando.
  • Outros exames como ultrassom, ressonância magnética e laparoscopia permitem o diagnóstico e ultrassom renal para verificar anormalidades nos rins.
  • Finalmente testes de cariótipo confirmarão a síndrome MRKH

Tratamento

O objetivo do tratamento será permitir que a mulher tenha relações sexuais.

  1. “O método Franck” que consiste em tentar dilatar manualmente a fim de se criar uma nova vagina. Só o médico deverá indicar esse tratamento.
  2. A cirurgia e diferentes métodos existem para criar uma vagina funcional.
  3. A terceira alternativa seria deixar as coisas como estão com o entendimento que nas relações sexuais é possível chegar ao orgasmo por outros caminhos.

Além do aspecto físico a maior preocupação está no aspecto psicológico e a menina precisará de todo apoio dos familiares e da equipe médica. Se você suspeita ser portadora da síndrome procure um médico. Existem também grupos de apoio nesse blog. Assista ao vídeo e divulgue, alguém pode estar precisando desse apoio.

watch?feature=player_embedded&v=NVx5fNc5ISU

 


3 Comentários

O que esperar do exame de próstata

A campanha novembro azul visa alertar aos homens sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata. Após os 45 anos de idade todos os homens devem procurar um urologista para fazer os exames de próstata, como parte dos exames de saúde geral, mesmo que ele não tenha nenhum sintoma da doença. Existem três  tipos de exame de próstata, o exame físico, o PSA (antígeno prostático específico) e o ultrassom.

O exame de toque leva apenas um minuto ou dois e deverá ser indolor. Aqui está o que esperar do exame de próstata:

  • O médico irá informar que introduzirá um dedo no seu reto para examinar a próstata.
  • Geralmente você ficará em pé com as pernas abertas, inclinado para frente com os cotovelos apoiados em um sofá.
  • O médico colocará uma luva cirúrgica e cobrirá o dedo com lubrificante.
  • O dedo será inserido em um ângulo para baixo, como se apontando para o umbigo. Você vai sentir uma leve pressão, mas não deve haver qualquer dor ou desconforto. Se doer, informe ao seu médico.
  • Alguns segundos até ele aguardar o músculo do esfincter relaxar.
  • Você pode ficar ciente de algum movimento do dedo antes de ser removido.
  • Provavelmente o médico irá lhe informar que ele está removendo o dedo. Ele lhe oferecerá papéis descartáveis ou lenços umedecidos para você limpar o lubrificante.

O médico move os dedos em movimentos circulares, para identificar os lóbulos e sulco da glândula da próstata. O tamanho normal da próstata é cerca de 2-4 cm de comprimento e de formato triangular. O médico também procura ver se a próstata está firme e elástica.

O  teste de PSA mede os níveis do antígeno no sangue,  é um teste  importante pois se esse antígeno estiver elevado pode indicar o câncer de próstata ou infecção, ou ainda o crescimento  benigno da glândula. O teste de PSA é analisado juntamente com o resultado do exame de toque. Veja a tabela abaixo:

Níveis de
PSA no sangue
Risco de câncer
Toque Normal Toque Anormal
Desconhecido 10% 40%
Menor que 4 3% 15%
Entre 4 e 10 15% 60%
Maior que 10 50% 95%

O exame de ultrassom é feito pela região anal e permite visualizar a próstata em áreas típicas das lesões cancerosas. Este exame tem falhado em 60 a 70%  dos pacientes, deixando de mostrar tumores que estão presentes. O ultrassom só é utilizado pelos urologistas em  alguns casos de dúvida clínica e, principalmente, para orientar a realização de biópsias de próstata.

Fontes: Unifesp

Menshealth.com


1 comentário

Make Prata com Glitter

Graças a Deus hoje é sexta-feira, dia de fazer o que gostamos ou de não fazer nada. Bom vamos a dica de beleza de hoje, quero mostrar a vocês um vídeo muito “dez” de maquiagem. Sempre me sinto insegura na hora de usar sombra e procuro o máximo de informação possível para não sair de casa com cara de zumbi, e o You Tube é ótimo para isso. Nesse vídeo vai um tutorial para maquiagem que pode ser usada a noite, pelo menos eu só usaria a noite, mas vai do gosto de cada uma. Espero que gostem.

 


Deixe um comentário

SUS – Salve-se quem puder

Gosto muito de escrever sobre saúde para que as pessoas tirem suas dúvidas, porque é difícil esperar três meses por uma consulta e não ter idéia do que os sintomas que estamos sentindo sejam avaliados por um médico. E até para as pessoas que estão estudando e precisam de algum conteúdo para se informar. Seja como for, a saúde no Brasil continua precária apesar de estarmos ouvindo o tempo todo que o país está em pleno desenvolvimento. Esse vídeo mostra de uma forma humorada a nossa realidade. Dá só uma olhada.


2 Comentários

Evite lesões por movimentos repetitivos

Trabalhando em um computador ou sentado a mesa do escritório muitas vezes nos colocamos em posições inadequadas e ficamos cheios de dor. Movimentos repetitivos, som alto, a idade, doenças como a diabetes e artrite reumatóide, são os vilões das nossas dores de cada dia. Para evitar futuras lesões, você deve ser capaz de trabalhar em seu computador sem ter que esticar ou torcer seu corpo.

Aqui vão sete dicas para você evitar lesões por movimentos repetitivos

  1. A cadeira deve ser ajustada de modo que os pés fiquem apoiados no chão, as coxas fiquem paralelas ao chão, e apoios de braço devem evitar que se curve ou encolha os ombros ao apoiar-se.
  2. Sua parte inferior das costas (região lombar) deve ficar apoiada. Se a cadeira não oferece esse suporte coloque um travesseiro.
  3. O monitor do seu computador deve ser ajustado no nível dos seus olhos ou um pouco abaixo. Redutores de brilho ajudam a evitar a fadiga ocular e dores de cabeça.
  4. Os cotovelos deverão ficar entre  90 a 120 graus e deve ficar junto ao seu corpo. Seus ombros devem ficar relaxados.
  5. Quando digitar seus pulsos devem ficar em posição reta e neutra alinhada com o antebraço. Use o mínimo de força possível ao teclar. Os documentos devem ficar no nível do monitor para minimizar o movimento da cabeça e da necessidade de mudar o foco.
  6. O telefone deve ser usado com a cabeça em linha reta e ombros relaxados. Se estiver com as mãos ocupadas, use um fone de ouvido ou o viva-voz.
  7. Se você trabalha em pé, deverá haver em seu setor um banco para que em intervalos regulares você possa se sentar.

Postura correta

Além dessas dicas, faça pausas frequentes, levante-se  e estique-se pelo menos a cada 20 minutos. Alterne suas tarefas do computador com outras tarefas. Seus olhos também precisam de descanso, faça pausas fixando o olhar em um objeto distante por uns 20 segundos . Se alguma ferramenta do seu trabalho está lhe causando desconforto ou tensão troque-o.

Se mesmo com esses cuidados suas dores não melhorarem procure um ortopedista.

Fontes: cnahealth.com

dmedicina.com


Deixe um comentário

Musicoterapia

A definição de musicoterapia segundo a Federação Mundial de Musicoterapia é:  ” musicoterapia é a utilização da música e/ou seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia), por um musicoterapeuta qualificado, com um cliente ou um grupo, num processo para facilitar e promover a comunicação, relação, aprendizagem, mobilização, expressão, organização e outros objetivos terapêuticos relevantes no sentido de alcançar necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas. A musicoterapia tem por objetivo desenvolver potenciais e/ou restabelecer funções do indivíduo para que ele possa alcançar uma melhor integração intra/interpessoal, e consequentemente, uma melhor qualidade de vida, pela prevenção, reabilitação ou tratamento.”

 

 

Como aplicar a musicoterapia

A musicoterapia pode ser aplicada em várias áreas da nossa vida trazendo benefícios a crianças, jovens e adultos:

  • Aulas de canto para crianças menores de três anos ajudam a melhorar o conceito de espaço e tempo.
  • O desenvolvimento cerebral de crianças que ouvem música de ninar é muito melhor.
  • Crianças que ouvem música clássica desenvolvem melhor suas habilidades manuais.
  • Adolescentes que ouvem música melódica enquanto estudam tem uma melhor compreensão de matemática e ciências.
  • Nos adultos é de grande utilidade em doenças psicossomáticas, tais como a úlcera péptica, taquicardia e asma.
  • A música suave e lenta produz um efeito estimulante em pessoas deprimidas.
  • As pessoas com fobias melhoram com a música alegre e animada.
  • A música ouvida em grupo é melhor do que sozinho, para as doenças mentais.
  • Produz melhora imediata em situações de stress e ansiedade.
  • É positivo para pessoas com dificuldade de relacionamento social.
  • Os portadores de deficiência física, autismo e distúrbios cerebrais profundos se beneficiam muito das sessões com música.
  • Melhora a leitura e a escrita.
  • A dança e demais expressões corporais com música ajudam ajudam a melhorar nossa condição física e com menos fadiga do que sem ela.
  • Efeitos benéficos tem sido encontrados no alívio da dor do parto e a dilatação do colo uterino.
  • A maioria das técnicas de relaxamento tem seus efeitos aumentados quando acompanhadas de música.
  • A maioria dos rituais religiosos usam a música como ajuda para a meditação.
  • Para liberar as emoções é melhor cantar ou tocar um instrumento musical.

 

Fonte: Vida Sana

musicoterapia.mus.br

Imagem: UFRJ