Mundoteo

Notícias da saúde e dicas de beleza


4 Comentários

Halitose

A halitose também chamada de mau hálito, é um problema muito constrangedor. Ela pode ser causada pelos alimentos que você come, cigarro, boca seca, higiene bucal deficiente ou problemas de saúde (faringite, amigdalite, sinusite crônica, bronquite, diabetes, refluxo, doença hepática e renal, intolerância a lactose  e  infecção periodontal), próteses ou aparelhos dentários. Uma higiene bucal adequada pode evitar ou simplesmente anular a halitose.

Mas como saber se tenho mau hálito se as pessoas dificilmente informam que você está com esse problema?

Existem aparelhos que foram criados para detectar a halitose, são capazes também de detectar as possíveis causas do mau hálito. O halímetro é um dos principais aparelhos usados em pesquisas da halitose.

O outro teste chama-se Banaó ( método enzimático benzoyl-arginine- naphitylamida) que é um instrumento para avaliar a proliferação bacteriana no sulco gengival e o resultado positivo está relacionado a doença periodontal. É um teste complementar ao halímetro visto que mesmo quando o halímetro da resultados normais o teste Banaó pode diagnosticar a halitose.

Sintomas:

  • O mau cheiro
  • mudanças no paladar ou no gosto do alimento
  • boca seca
  • um revestimento sobre a língua

 

Tratamento:

O tratamento da halitose é feito de acordo com a causa. Em pacientes com boca seca (Xerostomia), poderá ser receitado pelo dentista saliva artificial. Os dentistas também podem prescrever cremes dentais e enxaguatórios especiais para melhorar a halitose.

Como prevenir a halitose

Visitas regulares ao dentista, uma boa higiene bucal (fio dental, escovação pelo menos 3 vezes ao dia), evitar o uso de tabaco e certos tipos de alimentos podem prevenir o aparecimento da halitose.

 

Fontes: emedicinehealth

Universidade Estadual de Campinas

Anúncios